Anoreg RS

3º Tabelionato de Notas de Caxias do Sul é premiado nas categorias inéditas do PQTA 2020

Realizada no dia 11 de dezembro, em plataforma virtual, com a participação de autoridades e cartórios de todo o País, a cerimônia do Prêmio Qualidade Total Anoreg/BR (PQTA) 2020, anunciou a premiação do 3º Tabelionato de Notas de Caxias do Sul, sob titularidade do tabelião Mário Augusto Ferrari Filho. Nesta 16ª edição, a serventia recebeu os prêmios inéditos Rubi Master e Rubi Evolução, além de ser premiada na categoria Diamante.

Promovida pela Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), a iniciativa reconhece os serviços notariais e de registro de todo o País que atendam aos requisitos de excelência e qualidade na gestão organizacional da serventia e na prestação de serviços aos usuários.

Segundo o tabelião premiado, o PQTA é importante por alguns fatores fundamentais, como o engajamento da equipe, que produz o aprimoramento dos processos internos do cartório e repercute de forma positiva na comunidade.

“O engajamento da equipe é um dos principais efeitos positivos da participação no PQTA. É estimulante participar de uma equipe que se destaca em um prêmio nacional. Participar do PQTA requer trabalho árduo, que exige comprometimento de todos, pois ano após ano são acrescidos novos requisitos. Mas o reconhecimento do trabalho bem feito, obtido na divulgação do resultado, é o combustível necessário para a próxima conquista, para o próximo desafio. O reconhecimento mantém o engajamento da equipe, o que é o melhor resultado que um gestor pode ter”, apontou Mário.

Sobre a divulgação da premiação, o tabelião acredita que a publicidade mostra a preocupação do cartório em adotar melhores práticas de gestão e prestar um serviço eficaz ao usuário, e transmite uma sensação de modernidade, de que estão preparados para os desafios dos novos tempos.

Ao comentar sobre a premiação especial Rubi Master e Rubi Evolução, entregue aos cartórios ao completarem oito participações consecutivas no PQTA com evolução e conquistarem quatro prêmios Diamante consecutivos, incluído o resultado obtido nesta edição, Mário ressaltou que o prêmio sempre é uma grande felicidade e recompensa pelo esforço conjunto de toda a equipe.

“Neste ano, tivemos a alegria triplicada pela premiação também nas novas categorias Rubi Master e Rubi Evolução. Elas foram criadas para reconhecer os serviços que apresentem esforço constante de melhoria, alcançando resultados expressivos ao longo dos anos no PQTA”, completou. Ele enfatizou, ainda, que a premiação na categoria Rubi Evolução, sobretudo, deixou todos muito orgulhosos, pois “nos colocou numa elite da qual fazem parte apenas sete cartórios em todo o país. A obtenção de resultado tão expressivo nos faz ver que estamos trilhando o caminho certo”.

Mário Ferrari também falou sobre as ações desenvolvidas na serventia, que fazem parte de um longo processo. De acordo com o tabelião, em 2009, enquanto cursava o pioneiro MBA em Gestão de Serviços Notariais e de Registro, percebeu a importância da padronização dos processos na serventia, iniciando, então, a implantação de um sistema de gestão da qualidade.

“Foi longa a tramitação dessa implantação, pois esse sistema foi 100% criado dentro da nossa serventia, com a inestimável participação e envolvimento de todos os colaboradores. Uma vez implantado o sistema, e diante do engajamento da equipe, mostrou-se natural passarmos a um desafio maior: a obtenção das certificações ISO 9001 e NBR 15.906. Uma vez obtidas tais certificações, raríssimas na época em se tratando de serviços notariais e de registro, descobrimos a existência do PQTA”, explicou.

Segundo ele, a equipe se mostrou empolgada com a perspectiva de participar de uma premiação nacional. Assim, realizaram a inscrição e estavam preparados, o que resultou na premiação máxima – categoria Diamante – desde a primeira participação. “Durante todo o processo, inúmeras mudanças foram implantadas no cartório. Todos os processos relativos ao administrativo, financeiro, recursos humanos, escrituras, CPD, reconhecimento de firma/autenticações, testamentos e atas notariais, foram minuciosamente descritos em manuais específicos”, alegou.

O tabelião também evidenciou as melhores práticas de gestão que foram adotadas, com dados que são coletados e analisados constantemente, além de pesquisas de clima motivacional e de satisfação dos usuários feitas por institutos independentes, e realizadas periodicamente. “Ao menos três auditorias são realizadas anualmente: uma interna, uma da ISO e uma do PQTA”, complementou Mário, que ainda citou a adoção de ações de responsabilidade social e ecológica.

Fonte: Assessoria de Imprensa