Anoreg RS

Orgulho da profissão: presidente do CNB-RS fala sobre sua gestão e os 25 anos da Anoreg/RS

José Flávio Bueno Fischer é tabelião titular do 1º Tabelionato Fischer em  Novo Hamburgo, RS. Atualmente é presidente do Colégio Notarial do Brasil – Seção Rio Grande do Sul.

Parte integrante do Fórum de Presidentes, representante e defensor dos interesses da classe, Flávio Fischer também está entre os entrevistados que compõem o conteúdo de celebração dos 25 anos da Anoreg/RS.

Ele conversou conosco tanto sobre sua atuação frente à presidência do CNB-RS quanto sobre a história e importância da Anoreg/RS, confira:


Anoreg/RS – Quais são as principais metas da sua gestão no CNB-RS?

Flávio Fischer – Eu e minha diretoria criamos quatro temas estratégicos:

 

  1. Retomar o orgulho da nossa Profissão- resgatar nossos valores e amor pela atividade notarial, focando nas coisas boas da nossa atividade e na nossa missão, por meio de uma gestão eficiente e eficaz.
  2. Promover a União da Classe – alinhar nosso propósito e padronizar nossos procedimentos para que a importância do nosso trabalho seja inquestionável pela população.
  3. Tornar o conhecimento acessível a todos – se buscamos ser melhores e mais fortes, precisamos treinar todos os nossos prepostos para que eles traduzam nosso conhecimento em atitudes e experiências positivas para a população.
  4. Capitalizar a segurança jurídica dos notários para a população – aperfeiçoar nossas práticas e a visão dos clientes de Cartórios sobre o atendimento. Queremos transformar a imagem de burocracia de nossos serviços em reconhecimento pela segurança jurídica, economia aos cofres públicos e conhecimento na prevenção de litígios.

 

Anoreg/RS – Qual a importância da Anoreg/RS para os notários e registradores gaúchos?

Flávio Fischer – Defender, unir e promover a excelência das Serventias Extrajudiciais do Rio Grande do Sul. Também acredito na força da Anoreg para o alinhamento de visões de todas as entidades, o que nos torna mais fortes e representativos junto aos poderes competentes.

 

Anoreg/RS – Como avalia a atuação da Anoreg/RS e do Fórum de Presidentes durante os desafios enfrentados na pandemia de Covid-19?

Flávio Fischer – A Anoreg foi fundamental nesse momento tão complexo para toda a humanidade, pois ela acolheu, orientou e tratou os problemas comuns de todas as entidades. Nosso Fórum de Presidentes se apoiou e tomou decisões relevantes em prol dos associados de cada entidade envolvida.

 

Anoreg/RS – Como avalia a importância do trabalho promovido pelas entidades extrajudiciais gaúchas em prol da categoria e da população?

Flávio Fischer – As entidades estão cada vez mais estratégica, pois tratam assuntos importantes para toda a classe. Precisamos olhar para o futuro de nossa profissão e nos antecipar aos problemas com coragem e profissionalismo.
A Anoreg tem canalizado os esforços que são comuns a todos, permitindo que cada entidade trate os assuntos peculiares de cada especialidade, nos tornando mais abrangentes e eficientes.

 

Anoreg/RS – Quais são as suas expectativas com os trabalhos que podem ser desenvolvidos pela Anoreg/RS e o Fórum de Presidentes?

Flávio Fischer – Temos assuntos latentes que precisam ser debatidos com muita sabedoria e imparcialidade. Espero que a Anoreg siga trabalhando em prol das entidades associadas, não medindo esforços na defesa dos interesses comuns e na melhoria contínua da prestação de serviços de notários e registradores, fatores essenciais para a nossa reputação perante os poderes que nos regem.

Além de Flavio Fischer, já conversou conosco e refletiu sobre a importância dos 25 anos de nossa entidade, a Corregedora-geral da Justiça do Rio Grande do Sul, desembargadora Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak. Acesse agora mesmo e leia a entrevista de Vanderlei.